Serra Dez

Terça, 30 Dezembro 2014 08:39 Escrito por 
Avalie este item
(7 votos)

sd30122014001Serra Dez é como é conhecida a formação rochosa onde está instalada a Usina Eólica Pedra do Reino, no município de Sobradinho (BA). Fica nas redondesas de um dos maiores lagos artificiais do mundo.

O passeio pela Serra Dez compreende a trilha íngreme, a partir de um acesso na BA-210, a visitação do topo da serra, de onde é possível admirar a represa e todo o seu entorno e, finalmente, um pequeno sítio arqueológico situado no lado oposto da formação.

Trata-se de um roteiro ecoturístico que pode ser feito em algumas horas, numa manhã ou numa tarde, e que oferece muita aventura, descobertas e lindas paisagens. O acesso é feito pela BA-210, cerca de 5 km depois da entrada para a cidade de Sobradinho (BA). No ponto de acesso existe uma casa abandonada com uma placa com a inscrição "Olho D'Água". A partir dali tem início uma trilha de dificuldade média, de subida em terreno acidentado, formado basicamente por rochas soltas distribuídas em grande quantidade sobre terra firme.

Uma vez no topo, é possível apreciar a paisagem aberta e as gigantescas torres da usina eólica. Grandes paredões formam interessantes mosaicos rochosos. Do outro lado, descendo a serra, caminha-se em direção ao local conhecido como "Olho D'Água". Também é uma caminhada difícil, por causa da mata fechada, do excesso de galhos secos e da vegetação rasteira com espinhos, o que reduz a velocidade e machuca um pouco pernas e tornozelos descobertos. Lá chegando, no entanto, é possível apreciar uma grande quantidade de pinturas em rocha feitas pelos índios Tamoquins/Trukás há mais de 8 mil anos. Os sítios são de difícil acesso e em ambiente bastante acidentado. Se a dificuldade de acesso é considerável, o prazer de desfrutar de lindas vistas e da descoberta dos sítios compensa amplamente o calor e o cansaço das trilhas.

Como não há proteção solar natural (árvores, grandes rochas etc), é importante ir bastante protegido com chapéu, filtro solar, bastante água, roupas confortáveis e botas apropriadas. Recomenda-se ainda o acompanhamento de guias especializados, uma vez que não há praticamente nenhuma sinalização e por causa disso a caminhada pode se estender para além do necessário, causando fadiga ainda maior. O Viva o Sertão recomenda o guia Bruno Kestering - disponível para contatos através do telefone (74) 8841-8248, profundo conhecedor desta e de outras trilhas relacionadas.

Informações adicionais

Lido 1841 vezes Última modificação em Sexta, 21 Outubro 2016 20:55

Filtros

    • Alagoas (5)
    • Bahia (54)
    • Ceará (1)
    • Pernambuco (50)
    • Piauí (3)
    Close 
    • Afrânio (2)
    • Belém de São Francisco (1)
    • Bodocó (1)
    • Buíque (1)
    • Cabrobó (1)
    • Cachoeira (1)
    • Campo Formoso (2)
    • Canudos (1)
    • Caracol (1)
    • Casa Nova (4)
    • Crato (1)
    • Curaçá (4)
    • Exú (1)
    • Floresta (1)
    • Jacobina (2)
    • Juazeiro (21)
    • Lagoa Grande (1)
    • Maragogipe (1)
    • Miguel Calmon (1)
    • Morro do Chapéu (5)
    • Orocó (1)
    • Parnamirim (1)
    • Paulo Afonso (1)
    • Petrolina (25)
    • Pindobaçú (3)
    • Piranhas (5)
    • Remanso (1)
    • Santa Maria da Boa Vista (2)
    • Saúde (1)
    • Senhor do Bonfim (1)
    • Serrita (1)
    • Sobradinho (4)
    • São José do Belmonte (1)
    • São Raimundo Nonato (2)
    • Triunfo (9)
    • Uauá (1)
    • Venturosa (1)
    Close 
    • Artesanato (19)
    • Fé (35)
    • Lendas (14)
    • Museus (30)
    • Música (24)
    • Tradições (69)
    Close 
    • Atrações Urbanas (49)
    • Ecoturismo (82)
    • Enoturismo (6)
    • Gastronomia (26)
    • Vida Noturna (18)
    Close 
    • Close